Seu IP é:3.92.28.84
Tipos de depilação: quais são os principais e como escolher o melhor?

Tipos de depilação: quais são os principais e como escolher o melhor?

Remover os pelos do corpo é um costume que agrada homens e mulheres, mas diferentemente do que muita gente imagina, não é de hoje que as pessoas cultivam esse hábito. Desde os egípcios já existiam técnicas para deixar o corpo totalmente livre de pelos, incluindo os cabelos da cabeça. Um dos produtos usados nesse procedimento era a cera do mel, de forma muito parecida com a cera que temos hoje.

O fato é que existem vários tipos de depilação, e cada um deles atende a diferentes preferências e necessidades. Para escolher o melhor método, é preciso entender como cada um deles funciona e encontrar aquele que combina com aquilo que você procura.

Para te ajudar, nós listamos os principais tipos de depilação e explicamos direitinho como cada um deles funciona. Quer entender tudo sobre assunto e se preparar para remover seus pelos? Então continue acompanhando este post!

Depilação com cera quente

A depilação com cera quente é um método muito popular nos salões brasileiros, e há quem se arrisque a realizá-lo em casa. A cera é comercializada em barras que só se tornam colantes quando entram em contato com o calor.

Sua composição básica é feita com base em resina, parafina e cera de abelha. Porém, existem diversos tipos de ceras, e cada um deles possui uma finalidade específica.

Após adquirir a barra de cera, é preciso derretê-la em um aquecedor próprio para esse fim. Com a espátula, a cera é distribuída sob a pele e, após secar, é puxada, arrancando os pelos diretamente pela raiz. O calor ajuda a abrir os poros, o que facilita a remoção e torna o procedimento um pouco menos doloroso. O resultado dura de 20 a 25 dias e, com o tempo, os pelos se tornam mais finos e falhados.

Depilação com cera fria

O método da cera fria é bem semelhante ao da cera quente, com a diferença da temperatura. Essa cera é feita à base de resinas e funciona como uma fita colante, que se adere aos pelos e os puxa da raiz. Apesar de possuir os mesmos efeitos e resultados da cera quente, esse método é bem mais doloroso, já que os poros não foram dilatados. Ele também é mais agressivo, não sendo indicado para áreas sensíveis do corpo.

Depilação com luz pulsada

A depilação com fotodepilação — luz pulsada ou laser — ficou muito popular nos últimos anos, principalmente por se tratar de um método duradouro. Nesse tipo de depilação, é usado um aparelho que emite luz de alcance controlado lança feches sob a pele. Esses feches são atraídos pela melanina presente nos pelos e percorre toda sua extensão até encontrar a raiz. Lá ele a destrói, impedindo que o pelo volte a nascer por um longo tempo.

A depilação com luz pulsada é segura e menos agressiva, já que é possível controlar a intensidade com que a luz penetra na pele. Como esse tipo de depilação depende da melanina para funcionar, é preciso que mulheres negras, morenas e bronzeadas procurem por profissionais capacitados, que indiquem a melhor maneira de seguir com o tratamento.

Por esse mesmo motivo, mulheres que possuem pelos muito claros podem se decepcionar com essa opção, já que o laser terá dificuldade em captar pelos que possuem uma quantidade mínima de melanina.

Quem sofre com pelos encravados e foliculite pode apostar nesse método, já que esse problema é resolvido com a destruição da raiz do pelo, evitando que ele se enrole por baixo da pele.

Depilação a laser

Muitas pessoas confundem a depilação com luz pulsada e a depilação a laser, achando se tratar da mesma coisa. A verdade é que são métodos baseados no mesmo princípio, com a diferença de que a emissão de luz pulsada pode ser controlada, o que personaliza o atendimento a cada cliente. Já o laser não tem esse tipo de controle, e acaba atingindo camadas um pouco mais profundas da pele.

Ambos os métodos são seguros, mas a depilação a laser é considerada um pouco mais agressiva. Isso restringe seu uso em peles muito sensíveis e com muita melanina, já que não é possível controlar qual área será atingida.

Os resultados são parecidos, e a quantidade de sessões depende da área depilada, do tipo de pele e de pelo de cada pessoa. Por isso, o ideal é fazer uma avaliação profissional.

Depilação com lâminas

A depilação com lâmina é um dos métodos mais populares que existe. É barato e prático, mas dura pouquíssimo tempo — de 2 a 3 dias —, já que o pelo é apenas cortado e não removido pela raiz.

A lâmina é bem prática, porém, costuma causar alguns problemas, como a formação de pelos encravados e foliculite. Ela também deixa a pele manchada devido a alguns processos de cicatrização, causado por lesões, mesmo que pequenas.

Esse método também costuma causar coceira e reações alérgicas. Para evitar esse problema, o ideal é usar cada lâmina por, no máximo, 3 vezes. Além disso, é preciso usar uma lâmina diferente para cada região depilada.

Depilação com cremes depilatórios

A remoção de pelos por meio de cremes depilatórios acontece a partir de um processo químico de desintegração dos pelos, que os torna gelatinosos e fáceis de retirar apenas com água ou uma toalha. Muita gente pensa que esses produtos atingem a raiz do pelo — o que não é verdade. Assim, o método também dura pouco tempo, e os pelos começam a crescer dentro de uma semana.

Apesar de se tratar de um método prático e barato, é recomendado usá-lo apenas em situações esporádicas, já que a química altera o pH da pele, causando irritações e manchas. Existem produtos específicos para a cada região do corpo, e a nossa dica é que você nunca use um creme de pernas na região do rosto.

Você conhecia todos esses tipos de depilação? Qual deles você já experimentou? Definitivamente, os métodos duradouros são muito práticos e facilitam a rotina, mas o ideal é escolher aquele que traz mais bem-estar e comodidade. Lembre-se de colocar sua saúde em primeiro lugar e procurar por profissionais ou seguir as instruções quando realizar algum desses métodos em casa, combinado?

Para continuar acompanhando dicas como essas diretamente em seu e-mail, assine a nossa newsletter!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

Fechar Menu